Até o momento já foram instalados 300 unidades. A previsão é que sejam instalados, no total, 676 máquinas dos modelos I3 e I5, cobrindo a necessidade de todos

Desde outubro, a Prefeitura de Boituva está instalando novos computadores, que foram locados para o processo de atualização dos equipamentos e modernização dos serviços da administração pública. Até o momento já foram instalados 300 unidades. A previsão é de que sejam instalados, no total, 676 máquinas dos modelos I3 e I5, cobrindo a necessidade de todos os setores da Municipalidade.

Segundo a Secretaria Municipal de Administração, o objetivo é oferecer melhores condições de trabalho ao servidor público, mediante a renovação do parque de computadores e também diminuir as despesas com manutenção, vez que cada equipamento possui atualmente vida útil de 4 anos. A última substituição ocorreu em 2012.

A vantagem da locação para a Prefeitura é a rápida substituição de equipamentos em eventual defeito, o que garante que o atendimento ao contribuinte não seja interrompido. Além disso, os equipamentos já são instalados com estabilizadores, periféricos e sistema operacional Windows, além de programas específicos para cada área de atuação.

O custo para a Prefeitura é de 82 reais por equipamento e o fornecimento é da empresa A2 Works, que venceu o processo de licitação. A previsão é de que o processo de substituição seja concluído no primeiro bimestre de 2017, perfazendo a média de 50 computadores substituídos semanalmente.

Informações: Assessoria de Comunicação Prefeitura de Boituva


AS INFORMAÇÕES E OPINIÕES EXPRESSAS NESTA COLUNA SÃO DE RESPONSABILIDADE ÚNICA DO AUTOR.


Compartilhe

LEIA TAMBÉM

Informativo SAMAE Tietê

Após problema com o sistema, SAMAE esclarece como serão feitas as cobranças de setembro e outubro. Tire suas dúvidas!

Comunicado Samae

Devido a um problema no sistema da empresa, a Samae perdeu dados e teve problemas com contas que estão em débito automático

Prefeitura intensificará obras do aterro da interligação do Novo Mundo e Água Branca

A construção da passagem foi viabilizada pela desativação da Estação de Tratamento de Esgoto do Novo Mundo, cuja operação gerava forte odor e incômodo

Tietê segue sem coleta de lixo

De acordo com empresa responsável, prefeitura não repassa a verba há nove meses

Obras das unidades de saúde GSP Life e Jardim São Paulo serão concluídas em dezembro

Os dois postos de saúde que estão sendo construídos resultam de investimentos de aproximadamente R$1,8 milhões